Latest Posts:

Introdução à Aquariofilia - Parte II | Barbatanas Blog

Olá a todos!

Hoje o tema é um pouco mais científico, mas é possivelmente, o mais importante para a aquariofilia. Vamos falar do ciclo do azoto!

O azoto (N) é um composto utilizado pelas algas e plantas e sem o qual, estas não sobrevivem.

Nos oceanos, o Nitrato é a forma de azoto que está mais disponível, no entanto, é a de mais difícil assimilação, sendo que as microalgas utilizam mais facilmente a Amónia, apesar deste composto ser bastante instável em águas oxigenadas e de ser rapidamente reduzido a Nitrito.

Mas estou para aqui a falar em tantos nomes, mas afinal o que são eles?!


Bem, o ciclo do azoto é um ciclo onde este composto aparece em diferentes formas, primeiro em Amónia (NH4), o mais tóxico dos três, é reduzido a Nitrito (NO2) por umas bactérias chamadas de Nitrosomonas e é o composto menos abundante na água do mar, por ser um composto intermédio. Este, por sua vez é reduzido a Nitrato (NO3) por outras bactérias, as Nitrobacter, sendo esta a forma de azoto menos tóxica e termodinamicamente mais estável em água oxigenadas.




Pois bem, de uma forma simples, este é o ciclo do azoto. Mas porque é que é tão importane?

Tal como referi, a Amónia é o composto mais tóxico, e como tal, precisa de ser convertido a Nitritos e a Nitratos. Mas como os aquários são pequenos habitats criados por nós, é necessário que se estabeleçam colónias de bactérias a fim de degradarem estas moléculas.

Então e o que se pode fazer?

Pois bem, nesta altura já compraram os equipamentos necessários, caso não saibam quais são, vejam este artigo do Barbatanas. Portanto, a fase seguinte é montar o aquário! A parte que mais gosto! hehehe Coloquem o areão e substrato fértil, caso necessitem do mesmo, coloquem todos os materiais de decoração, sejam eles troncos, rochas, barcos naufragados, baús, etc, plantem a gosto, montem o filtro e o termostato e encham o aquário de água. Simples certo?

Agora vem a parte mais chata - a espera... É aconselhado que esperem 1-2 semanas antes de introduzirem os primeiros peixes, no entanto existem técnicas que poderão diminuir este tempo de espera. 

  1. Podem adicionar um activador de bactérias.
  2. Podem ir deitando flocos de comida no aquário, mas pouca!
  3. Podem adicionar peixes resistentes (menos aconselhado a iniciantes, pois estamos a lidar com seres vivos e que poderão morrer devido à pouca experiência do aquariófilo).
Como sabemos se o aquário já está ciclado?

Lembram-se do kit de teste? É aqui que entram! Testem para a Amónia, se der zero, testem para Nitritos e assim sucessivamente. Caso a Amónia ou os Nitritos não estejam dentro dos valores ideais, é porque o aquário não está ciclado. Se os Nitratos estiverem fora dos parâmetros aconselhados, é altura de fazerem uma troca de água! E preparem-se, pois em breve terão os vossos primeiros habitante.

Troca de água? Que água posso utilizar?

Bem me parecia que esta seria uma longa publicação :P
Podem utilizar água canalizada, desde que devidamente tratada, quer em termos de pH, temperatura, quer em termos de cloro. Para retirar o cloro, basta deixar a água repousar 24-48h ou utilizar um produto à venda nas lojas de especialidade.

Pois bem, caríssimos leitores, por hoje é tudo. No próximo artigo, irei abordar alguns parâmetros essenciais para o bem estar dos vossos novos inquilinos.

Se quiserem saber mais sobre o ciclo do azoto, consultem este blog e este, onde para além de explicarem o ciclo, ainda indicam quais os valores esperados quando montam um novo aquário. Vejam também os artigos relacionados com este tópico neste último site, são bastante interessantes!

Fiquem bem e... Até à próxima!

Não se esqueçam de consultar os outros artigos da série: "Introdução à Aquariofilia"


Share on Google Plus

About João Figueiras

The author studied Marine Biologist and is a fishkeeper since the age of 12. The most exciting aspect of the hobby for him is to breed fish and develop certain strains of fish and invertebrates.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Enviar um comentário